Constelações Organizacionais

QUANDO HÁ ALGO QUE PARECE “TRABALHAR CONTRA TODOS OS ESFORÇOS”

Além das análises de mercado e balanços, além das estratégias de otimização e técnicas de gerenciamento, além de prestações de serviço e um dia de trabalho de mais de 12 horas, além do esforço e da boa vontade, além de tudo aquilo que normalmente faz uma empresa prosperar, atua, algumas vezes, algo que parece trabalhar contra todos os esforços.

Muitas vezes, as organizações deparam-se com diversos problemas: ela não cresce, não se desenvolve, os clientes não são fiéis ou não voltam, não conseguem inovar os produtos, os funcionários estão em conflito ou vão embora sem motivo aparente, falta direção, existe desmotivação, entre tantos outros problemas do mundo corporativo.

O que há de errado?

Uma análise simplesmente racional pode fornecer algumas pistas, mas nunca a visão geral. As Constelações Sistêmicas podem dar o elo perdido e trazer à luz, dinâmicas até então desconhecidas, encaminhando a empresa para uma solução.
A constelação organizacional é certamente uma das inovações mais eficientes e desafiadoras no ambiente de consultoria nos últimos anos. A particularidade é que esse método permite uma nova “visão interior” da própria Organização, de seus problemas e seus potenciais ocultos, gerando assim novas soluções para o cliente.

O instinto de pertencer

Um dos mais fortes instintos humanos é o de pertencer ao grupo ao qual estamos associados. Sentimo-nos confortáveis se encaixamos bem, mas incomodados se não o conseguimos. Esta lealdade ao grupo é o que capacita as organizações a trabalharem juntas.

Quando os princípios são considerados, “parece” que a organização funciona de uma maneira mais suave, harmoniosa e confortável – é como se houvesse uma sensação de relaxamento, onde tudo flui e as pessoas são felizes naquele ambiente, apesar das pequenas tensões normais do trabalho.

O que uma constelação empresarial pode mostrar:

  • Existe um chefe? 
  • Quem é que manda nessa empresa? 
  • Existe uma ordem ou ela está perturbada? 
  • Cada um tem o seu lugar? 
  • Todos estão contentes com o seu lugar? (por exemplo, de acordo com a sua qualificação, idade, tempo de firma?) 
  • Todos estão ligados à empresa? São todos leais? 
  • Alguém foi excluído? Alguém quer ir embora? 
  • Onde está o cliente e o produto? 
  • Qual o tipo de relacionamento da empresa ou dos funcionários com o cliente e o produto? O dar e o receber está equilibrado? 
  • Existe um padrão de fracasso na empresa?

 

A meta de uma constelação organizacional são as soluções. Soluções que incluem mais e levam adiante.

A solução é a ordem, onde cada um tem o seu lugar. É um lugar onde cada um se sente bem. Se alguém não se sente bem em seu lugar, então, via de regra, relacionamentos internos ou particulares devem ser esclarecidos. Isso pode acontecer durante a constelação ou pode se indicar que existe algo aí que deve ser esclarecido.

Portanto, quando todas as análises e providências não ajudam, freqüentemente o que ajuda é um olhar no sistema como um todo, e com isso um olhar para aquilo que atua atrás das aparências.

Trabalhamos com empresas de pequeno e médio porte, empresas familiares, associações e instituições, como escolas, hospitais e outros.

Ipê Empresarial_azul.png

Cursos e Consultoria Sistêmica

Contato para informações

(48) 99119-7739 – com Simone

contato@institutoiperoxo.com.br

 

Quem faz parte do Ipê Empresarial

  • Ana Cristina Garlet: Advogada, empresária e consteladora, iniciou sua carreira bem cedo, trabalhando na lavoura com seus pais e foi com a terra que aprendeu a magia da realização. Seu primeiro cargo de liderança foi aos 18 anos e desde lá muita experiência foi construída. É Fundadora e Gestora Financeira do Instituto Ipê Roxo além de sócia gestora de uma holding familiar de investimentos. Tem formações em Management Systemic, em Coaching, MBA em Finanças e Mercado de Capitais, fez formação com Peter Spelter e Cecílio Regojo, participou de cursos de Bert Hellinger e Thomas Wittig mas costuma dizer que seu verdadeiro aprendizado é no dia a dia, entre pessoas, reuniões, planilhas e observação. Ela acredita que é no campo, nas experiências, nas tomadas de decisões diárias que está o verdadeiro aprendizado.
  • Letícia Linhares: Psicóloga, empresária e consteladora, iniciou sua carreira na consultoria de gestão de pessoas e psicoterapia. Mais tarde fundou o Ipê Roxo Terapêutico, fazendo parte da equipe de profissionais que posteriormente deram origem ao Instituto Ipê Roxo. Após um longo período, retorna ao Brasil com um novo impulso que é levar os recursos do método das Constelações Sistêmicas para o universo empresarial. Letícia é formada em psicologia a 18 anos, MBA em Gestão Empresarial /ESAG e Constelações Sistêmicas segundo Bert Hellinger pelo Instituto Spelter Brasil/Alemanha, com participação em cursos avançados do método sistêmico fenomenológico.


Saiba mais sobre nossa agenda de cursos, grupos e consultoria sistêmica para empresas

 


Você também pode falar com a gente aqui:

Converse no WhatsApp

Deixe uma resposta