Categorias

O que é visão sistêmica, segundo Bert Hellinger
Ipê Roxo - Instituto de Constelação Familiar | 05/10/20 | 0 comentário(s)

 

Se você chegou até nosso artigo, acreditamos que esteja em sua desbravante e maravilhosa jornada de autoconhecimento ou de evolução dos conhecimentos que você já possui. É muito bom ter você aqui!

Para conhecermos mais sobre a abordagem das Constelações Familiares, criada por Bert Hellinger, é preciso contextualizarmos o que é visão sistêmica.

Trata-se da capacidade de perceber os diversos aspectos conscientes e inconscientes que ocorrem em nossas vidas e contribuem para o desenvolvimento tanto do sucesso quanto do fracasso de nossa existência. Compreender as forças invisíveis que atuam nesta jornada, torna-se possível por meio da visão sistêmica, que possibilita o desenvolvimento de uma postura ampla e inclusiva de tudo o que conduz o indivíduo ao seu desenvolvimento integral.

Neste artigo temos a missão de lhe ajudar a compreender melhor sobre o que é visão sistêmica e como esse importante conceito é fundamental para o trabalho de Constelação Familiar. 

Porém, antes de continuarmos, que tal dedicar-se a conhecer mais sobre as Constelações Familiares? Acesse o eBook especial do Instituto Ipê Roxo, que desenvolvemos com muito carinho, para você se aprofundar ainda mais no tema.

E-book de constelações familiares

Agora sim, estamos prontos para continuar. Continue acompanhando, leia com atenção e de coração aberto. Boa leitura!

 

O que é visão sistêmica, segundo Bert Hellinger

Já demos um pequeno spoiler acima, explicando de forma breve sobre o conceito de visão sistêmica. Para Bert Hellinger, o idealizador da Constelação Familiar, quando uma pessoa procura um trabalho terapêutico, ela carrega consigo sua própria família, histórias e crenças.

fotos antigas antepassados gerações anteriores

Imagem de David Krüger por Pixabay

Logo, é impossível olhar para esse indivíduo como um ser isolado, entendendo que ele faz parte de todo um sistema. Esse olhar é o ver além do cliente. É enxergar toda sua história, olhando para os seus antepassados e todos aqueles cuja existência foi permeada de dores, dificuldades e alegrias, assim como para a jornada que o levou até lá, influenciando em sua própria trajetória. 

 

Lealdades invisíveis

Todas essas relações entre antepassados e gerações atuais levam a lealdades invisíveis, que influenciam na saúde e desenvolvimento do indivíduo. Mas, o que exatamente seria isso e como isso pode explicar o que é visão sistêmica? 

Os membros do núcleo familiar estão ligados entre si, como uma comunidade de destino. Sob essa compreensão, o destino trágico de um membro do sistema familiar, quando rejeitado ou negligenciado, atua nesse sistema para buscar compensação, inclusão do que foi separado. Assim, alguém é tomado a serviço para denunciar essa exclusão. 

Bert diz ser essa uma forma de amar, de resgatar o pertencimento àqueles que foram excluídos. Isso leva os descendentes de uma família a, inconscientemente, assumirem o destino dos que vieram antes.

Hellinger, assim como outros pesquisadores do comportamento humano, denomina esse movimento anímico como lealdade invisível. É essa força que leva aos tropeços, fracassos, doenças e sofrimentos que se repetem sistemicamente nas famílias, denunciando esse amor cego, sacrificial. Sobre isto, ele comenta mais profundamente em seu livro “Amor do Espírito”.

 

Como desenvolver a visão sistêmica

Bert Hellinger, em seu processo de desenvolvimento pessoal, bem como em seu trabalho de psicoterapeuta, ao observar os relacionamentos humanos, percebeu que existem forças invisíveis e poderosas que atuam de geração para geração nas famílias, influenciando seus destinos. 

Ao  incluir essa percepção mais ampla e inclusiva sobre o que atua nas dinâmicas relacionais, observou que existem leis que regem os relacionamentos e uma consciência coletiva que busca a qualquer custo, unir o que estava separado nos sistemas, quaisquer sejam eles onde os indivíduos se relacionem, sobretudo no sistema familiar. 

Essas leis que alicerçam a existência e sobrevivência do núcleo familiar, quando cumpridas trazem o sucesso aos indivíduos e aos sistemas dos quais fazem parte, mas, quando são transgredidas podem levar a resultados funestos. 

arvores em formato de coração amor lealdades invisíveis

Imagem de Ben Kerckx por Pixabay

Hellinger as denominou como as 3 Leis do Amor. A seguir, vamos explicar um pouco mais sobre elas e elucidar sua importância:

 

As Leis do Amor

As 3 leis universais que atuam sobre os relacionamentos são: Lei da ordem, Lei do Equilíbrio e Lei do Pertencimento.

  • Lei da Ordem: Os antepassados são os que carregam a história e precedem os mais jovens. Logo, eles possuem um lugar hierárquico relevante no sistema familiar. 
  • Lei do Equilíbrio: Essa é a lei que rege todo o universo. Tudo que se dá, exige uma compensação, um retorno com a mesma energia da qual foi entregue;
  • Lei do Pertencimento: Independente de acontecimentos externos, todos os membros do sistema tem direito garantido de pertencer a ele. 

Quando uma dessas leis é transgredida, as consequências podem ser devastadoras: doenças recorrentes de geração para geração, fracassos relacionais e profissionais, sofrimentos, sentimentos de rejeição, solidão, entre outros.

Porém, quando compreendemos as leis, os motivos de sua existência e seus objetivos, passando então a respeitá-las, a vida pode se tornar mais fluida e os problemas podem ser solucionados.

 

O amor cego e inconsciente

O amor cego que leva a essas lealdades invisíveis, que ignora essas ordens e as quebra de forma inconsciente, é o fator principal da perda de controle e do próprio caminho. Ao reencontrarmos o respeito pelas leis, encontramos também nosso maior presente: que é a nossa própria força!

Ou seja, quando um indivíduo encontra o seu lugar e respeita essas 3 leis, sua vida fica bem mais leve e ele pode então, identificar a sua verdadeira felicidade. Sua existência tende a ter mais sucesso!

 

A visão sistêmica nas Constelações Familiares

A Constelação Familiar, ao adotar a visão sistêmica em sua abordagem, provoca as pessoas a voltarem seu olhar a si mesmas e incluir suas histórias, como um fio condutor de seus destinos. Assim, descobrindo sua alma e compreendendo os acontecimentos importantes que foram vividos e a trouxeram até o momento atual, ampliam sua percepção  e capacidade de acessar recursos que as levarão a se liberarem das fidelidades invisíveis  e crescerem, assumindo seu próprio destino. 

liberdade constelação familiar

Imagem de Daniel Reche por Pixabay

A Constelação é como um renascimento: a pessoa consegue enxergar as conexões essenciais, que antes ocultas, impediam o equilíbrio e sucesso do indivíduo. Essa abordagem revela os entrelaçamentos que nos unem em nosso sistema familiar ou profissional e que muitas vezes nos emaranham, impedindo nosso desenvolvimento  saudável dentro do sistema no qual estamos inseridos. 

A ampliação dessa percepção, faz com que ao chegar em determinado ponto dessa jornada, seja possível tirar a venda e reconhecer o que está em desordem. A consciência ampliada favorece a percepção da transgressão, contribuindo para decidirmos voltar ao nosso lugar de força. 

O movimento essencial que acontece quando respeitamos nosso lugar de pertencimento,  em ordem e equilíbrio, impactará todo o sistema ao nosso redor. Dessa maneira, na observância das três leis naturais da vida, o amor que adoece cede lugar ao amor que cura, ficando livre para fluir de forma leve.

 

O que é visão sistêmica: compreendendo e encontrando o seu lugar de força!

Conseguiu compreender um pouco mais sobre o que é visão sistêmica? Em suma, ela é essencial para lhe ajudar a compreender e encontrar o seu lugar de força, além de trazer luz aos emaranhamentos que lhe trouxeram até o seu momento atual de vida.

Para atingir nossa própria evolução e crescimento, é preciso contar com a força que nosso núcleo familiar dispõe. Só o amor pode curar e levar a um destino mais leve e feliz. E isso só é possível se nos liberarmos das lealdades invisíveis, que atuam de forma inconsciente, como pudemos ver anteriormente. 

Gostou do nosso conteúdo? Então, que tal acessar nossa página de cursos e conferir os workshops, capacitações e formações – que acontecem tanto presencialmente quanto  online? 

Há sempre um novo conhecimento esperando para ser descoberto por você e que, com certeza, vai lhe auxiliar em seu desenvolvimento pessoal e profissional.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

E-book Gratuito sobre Constelações Familiares:

ebook-constelações-familiares

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades


cursos Instituto Ipê Roxo

Posts relacionados

Rua Professor Ayrton Roberto de Oliveira, 64 – 7º andar
Itacorubi, Florianópolis – SC
– Brasil
Fone: +55 48 9 9177-0079