A liderança sistêmica faz sentido no serviço público?

liderança sistêmica no serviço público

O trabalho de Liderança Sistêmica desenvolvido pelo Ipê Empresarial, conduzida por Ana Garlet e Letícia Linhares, capacita gestores e empresas a olhar de forma sistêmica para a equipe, clientes, processos e a estrutura da própria companhia.

Dentro do serviço público não é diferente: há um sistema de pessoas e até mesmo um sistema de sistemas (as diversas áreas de serviços sociais prestados pelo governo) que interagem, possuem seus próprios campos de informação e sua consciência sistêmica.

De maneira mais profunda, é possível observar dentro do conhecimento sistêmico que onde houver um sistema, há algo que resulta para além das simples soma das partes.

Há um campo próprio em cada grupo de pessoas, funções, áreas que pode e deve ser levado em consideração quando se pensa na gestão dessas variáveis.

Já conversamos sobre isso em relação a pequenas, médias e grandes empresas: do quão valioso é o conhecimento sistêmico. Hoje, gostaríamos de falar um pouco sobre a visão deste trabalho na aplicação dentro do serviço público.

O campo do funcionalismo público

No Brasil, os primeiros passos do funcionalismo público aconteceram com a vinda da família real em 1808. Direcionados para o desenvolvimento do país, o trabalho público passou a ser visto como uma ferramenta de desenvolvimento e administração desta sociedade.

Após a Proclamação da República, o funcionalismo público se tornou mais forte, porém ainda sem uma regulamentação oficial, que só veio a acontecer em 1939, com o decreto 1713/39.

Em 1943, Getúlio Vargas atribui ao dia 28 de outubro o Dia do Funcionalismo Público e, posteriormente em 1988, pela escritura da Constituição Federal, ficou claramente definido o papel do agente público e dos trabalhos realizados pela Administração Pública.

O servidor público é aquele que media as ações entre a sociedade e o Estado, em suas diversas esferas. Conforme descrito no artigo 37 da Constituição Federal/88, os valores que norteiam o trabalho do servidor público são a legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência.

O que está neste campo?

Já tivemos oportunidade de constelar clientes com temas relacionados ao trabalho e que serviam no campo público. Quando olhamos mais de perto, pela dinâmica da Constelação, é fácil perceber que o movimento do indivíduo para esse campo de trabalho não acontece por acaso.

Se ainda no nível prático a busca se faz por um trabalho e um salário mais estável a partir do serviço público, percebemos que na alma há um desejo por servir a sociedade através destas funções.

E este desejo pode ser algo que é motivado por acontecimentos passados do sistema familiar.

Um exemplo é de uma constelação onde uma bisneta, que era servidora pública, percebeu em seu bisavô, que era imigrante, uma grande gratidão por esta terra que o acolheu. Em suas palavras antes da constelação, ela falava da vontade de retribuir algo através do trabalho.

Este é apenas um exemplo que serve para ilustrar que também o servidor público se movimenta para este campo por questões de seu sistema.

A liderança sistêmica permite olhar também para aquilo que compõe o campo do funcionalismo público e, dessa forma, buscar melhores caminhos para lidar com os recursos humanos e a estrutura que se apresenta neste setor.

A Liderança Sistêmica no serviço público

A capacidade de olhar nossas organizações, inclusive as do setor público, pode trazer insights interessantes e valiosos para o movimento em direção a uma maior eficiência deste setor, respeitando tudo aquilo que é próprio desse campo de trabalho.

Para gestores, é uma forma de investigar conflitos e questões de equipes que se manifestam com força em cada grupo de trabalho e buscar alternativas, conectados com aquilo que se apresenta na realidade.

Também é uma forma de aprender mais sobre o que está contido no campo do trabalho público, onde o “cliente” é todo um sistema de cidadãos.

A visão sistêmica do que compõe o funcionalismo público é de grande validade para gestores e equipes compreenderem mais a fundo o seu ambiente de trabalho e todas as dinâmicas que incidem sobre ele.

Para o funcionário público, o trabalho sistêmico pode mostrar o que o move no inconsciente para aquela posição. Dessa forma, exercer seu cargo, conectado com a realidade, se torna mais leve e com mais propósito.

 

Conheça Ana Garlet e Letícia Linhares, as especialistas

em Liderança Sistêmica do Ipê Empresarial

 

Elas criaram um trabalho inédito no Brasil, que têm como objetivo contribuir para que as decisões dos líderes sejam tomadas de forma segura e estratégica, potencializando os recursos e o desenvolvimento das organizações.

Contribuir com o crescimento e desenvolvimento de nosso país através do fortalecimento das organizações públicas e privadas é a grande base que move o trabalho das especialistas em Liderança Sistêmica, Ana Garlet e Letícia Linhares.

 

ipe empresarial constelacao organizacional bert hellinger (28)

Ana Garlet

Advogada, empresária e consteladora, iniciou sua carreira bem cedo, trabalhando na lavoura com sua família. Descendente de imigrantes europeus, foi com a terra que aprendeu sobre a arte da realização. Seu primeiro cargo de liderança foi aos 18 anos e desde lá muita experiência foi construída.

 É professora e co-fundadora do Instituto Ipê Roxo e do Ipê Empresarial. Sócia gestora de uma holding de investimentos, tem experiência no mercado financeiro, imobiliário e de serviços. Cursou MBA em Gestão Empresarial e MBA em Finanças e Mercado de Capitais, ambos pela FGV. Na área sistêmica fez formação em Constelações Sistêmicas Familiares com Peter Spelter (Alemanha/Brasil), Systemic Management e Constelações Organizacionais com Cecílio Regojo (Portugal). Foi treinada por Bert Hellinger no Alemanha, México e Brasil. Possui treinamento em Negócios e Gestão pela Hellinger Schulle (Alemanha/Brasil).

“Eu acredito na educação como um movimento de transformação e crescimento do nosso país e através do Ipê Empresarial posso fazer parte de um grande propósito para o Brasil, o de recuperar a força da alma brasileira.”

ipe-empresarial-constelacao-organizacional-bert-hellinger-7.jpg

Letícia Linhares

Psicóloga, empresária e consteladora sistêmica.

Empreendeu pela primeira vez aos 18 como florista. Atuou na Gestão de Pessoas e mais tarde fundou o Ipê Roxo Terapêutico, formando o primeiro núcleo de consteladores em SC.  Atuou intensamente na criação e desenvolvimento da Hacienda Branca Vineyard Estates, Portugal e na F1, seu mais recente investimento no setor da indústria. Hoje dedica-se a Constelação Sistêmica aplicadas às Organizações e é, junto com Ana Garlet, co-fundadora do Ipê Empresarial.

Letícia é formada em psicologia a 19 anos, MBA em Gestão Empresarial /ESAG e Constelações Sistêmicas segundo Bert Hellinger pelo Instituto Spelter Brasil/Alemanha. Realizou seu treinamento com o próprio Bert Hellinger em Barcelona, Possui treinamento em Negócios e Gestão pela Hellinger Schulle (Alemanha/Brasil).

“Depois de reconhecer na minha empresa a força das dinâmicas familiares ocultas, e conhecendo como as constelações sistêmicas podem ser úteis para encontrar soluções, senti que era hora de levar esse método transformador ao maior número de pessoas possível. Daí surgiu o impulso para dar vida ao Ipê Empresarial.”


Este conteúdo (textos, imagens e artes gráficas – exceto trechos de livros, citações de outros autores, e imagens de banco de imagens, quando houver) é exclusivo e produzido pelo Ipê Roxo – Instituto de Desenvolvimento Humano. Sua reprodução é permitida se acompanhada com o devido crédito: material de propriedade do Instituto Ipê Roxo Florianópolis – disponível em www.institutoiperoxo.com.br | Curadoria de conteúdo realizada por Ana Cht Garlet, professora do Instituto.


Saiba mais sobre a Liderança Sistêmica no serviço público!

Fale conosco pelo formulário abaixo! 

Acompanhe o conteúdo do Ipê Roxo no nosso Facebook e no nosso Instagram

Um comentário em “A liderança sistêmica faz sentido no serviço público?

  1. Gratidão pela escrita de um texto tão representativo pra mim, como Servidora Pública! É um alento para minha alma saber que as Constelações estão olhando para este campo tão delicado e complexo que é o funcionalismo público.

Deixe uma resposta