Gunthard Weber: o pioneiro na Constelação Organizacional

Gunthard Weber

“As constelações familiares liberam sua forte capacidade natural de cura porque existe acesso a informações não-verbais.” Gunthard Weber, no livro “A Simetria Oculta do amor


Gunthard Weber

Gunthard Weber é um psiquiatra alemão especialista em Constelação Sistêmica. Foi editor dos primeiros livros de Bert Hellinger e participou da editoração das principais obras a respeito do assunto, em especial “A simetria oculta do amor”.

Dentro das Constelações Familiares, Weber é considerado um dos primeiros profissionais a olhar, a trabalhar e a teorizar sobre o campo de conhecimento sistêmico conforme apresentado por Hellinger. Ele também é conhecido como o “pai” da Constelação Organizacional.

O movimento de Weber em direção ao trabalho com empresas iniciou-se a partir de um convite de Hellinger.

Em 1995, Bert Hellinger havia sido convidado por consultores para apresentar o seu trabalho na Áustria. Até então, o seu trabalho tinha apenas o enfoque familiar e, a partir daquele momento, percebeu-se que as Constelações poderiam ser aplicadas nas organizações. Para esta apresentação, Hellinger convidou Weber e esta oportunidade é hoje relembrada como a primeira aplicação do trabalho sistêmico direcionado para empresas.

Alguns anos depois, em 1998, ocorreu o primeiro congresso sobre as Constelações Organizacionais, que estabeleceu os parâmetros iniciais desse trabalho. A partir de então, o enfoque organizacional do trabalho sistêmico se expandiu pelo mundo. 

Sobre a Consultoria Sistêmica e a Constelação Organizacional

Como descrito na frase de Gunthard Weber que abre esse texto, o trabalho da consultoria sistêmica baseada nos conhecimentos trazidos por Bert Hellinger tem se tornado uma valiosa ferramenta de análise, de apoio para a tomada de decisão e de estímulo a novos insights dentro das organizações.

Isso acontece porque a Constelação Organizacional tem a capacidade de acessar as informações não verbais que atuam no campo das organizações.

Mas o que seriam essas informações?

As informações concretas de um campo organizacional são os dados que são possíveis de serem aferidos de forma clara e concreta: faturamento, salários, despesas, endividamento, market share, etc.

Já as informações não verbais são tudo aquilo que atua no campo da empresa, mas cuja investigação é mais sutil. Como exemplos nós podemos citar as situações nas quais há uma alta taxa de turnover (mesmo quando há estratégias da empresa para reter os colaboradores), a relação desproporcional entre marketing e vendas (alto investimento com baixo retorno) e desentendimentos recorrentes entre as áreas da empresa, Assim, as informações não verbais estão presentes em problemas para os quais não é possível encontrar uma origem ou uma solução de forma tão clara.

Que fatores atuam no campo não verbal?

Se no campo das informações concretas temos tudo que pode ser mensurado, no campo não verbal temos muitas possibilidades de dinâmicas que são mais silenciosas, porém causam grande impacto na rotina diária da empresa.

A teoria sistêmica (o estudo das influências e das relações nos sistemas) nos mostra que há um campo inconsciente que atua em grupos de pessoas ligados por um aspecto em comum. Esse é o caso das empresas.

O proprietário, a história de fundação, os funcionários e as ocorrências relevantes sobre a origem do dinheiro na história da empresa são exemplos de informações que atuam no campo sutil dos sistemas empresariais.

É possível perceber, por exemplo, que fundadores que não mais participam do dia-a-dia da empresa permanecem presentes nesse inconsciente coletivo e exercem influências no campo da organização.

A consultoria sistêmica, que é um dos trabalhos marcantes de Gunthard Weber, é uma ferramenta que permite olhar para esse campo sutil de influência e trabalhar as informações dessa consciência para otimizar os resultados empresariais.

O que trazemos aqui são exemplos mais comuns que observamos no trabalho que realizamos com as Constelações Organizacionais. No entanto, as dinâmicas possíveis são variadas e serão sempre únicas em cada campo organizacional.


Saiba mais sobre o curso Liderança Sistêmica: O olhar de Helllinger e Gunthard Weber para as empresas.

liderança sistêmica


A contribuição de Weber

Reconhecido como o grande fundador do trabalho sistêmico nas organizações, Gunthard Weber também foi responsável pelo desenvolvimento desse conhecimento e, posteriormente, trouxe novos pensadores para o trabalho e para o estudo do assunto.

Um dos nomes apresentados por Weber foi Anton de Kroon.

Kroon é um psicólogo e sociólogo holandês e atualmente é considerado um dos principais nomes da Constelação Organizacional. A Holanda, seu pais natal, é uma das principais referências em termos de utilização, estudo e desenvolvimento das Constelações Organizacionais.

Sobre Liderança, por Antoon de Kroon

“Os líderes mostram que estão prontos para arriscar conflitos. Qualquer um que proponha qualquer ação conjunta em grupos está sempre em perigo de se envolver em rejeição. Porque os grupos geralmente desconfiam das desigualdades do relacionamento.

Quem se destaca, arriscou que motivos injustos, como a luxúria do poder, etc., são assumidos. Quem faz isso, se torna vulnerável. Isso é importante para o desenvolvimento do grupo. Todo mundo tem que ser tangível. Quem só se afasta, não terá uma posição segura.

Qualquer um que arrisque, se resultar ao longo do tempo, que suas idéias são úteis para o grupo, assumirá um papel de liderança, quer ele goste ou não. No entanto, o grupo verifica permanentemente se o status especial de um indivíduo está em harmonia com seus interesses coletivos.

Se isso não for mais o caso, todos serão impiedosamente removidos de seu papel de liderança. Não é tanto sobre traços de personalidade, é sobre a funcionalidade do comportamento para o grupo.”

Olhar para além do superficial

Bert Hellinger, Gunthard Weber e Anton de Kroon são pensadores e profissionais que contribuíram para o avanço do trabalho do consciente sistêmico nas organizações.

Os campos organizacionais são capazes de impactar resultados, embora as origens deles não sejam tão facilmente percebidas por gestores e por líderes.

Nesse lugar em especial, a consultoria sistêmica nas empresas é capaz de entregar informações e insights importantes para a estratégia e para a gestão da organização, permitindo que esse campo “invisível” seja percebido e se torne parte da tomada de decisão.

Ignorar essa realidade não é uma boa opção. Como bem nos mostra Hellinger, o fato de não querermos ver ou não levarmos algo em consideração não é o suficiente para afastarmos os efeitos que serão gerados a partir dele.

Por outro lado, a simples inclusão desse olhar tem se revelado como uma grande força para o crescimento das organizações que se apropriam desse conhecimento.


Este conteúdo (textos, imagens e artes gráficas – exceto trechos de livros, citações de outros autores, e imagens de banco de imagens, quando houver) é exclusivo e produzido pelo Ipê Roxo – Instituto de Desenvolvimento Humano. Sua reprodução é permitida se acompanhada com o devido crédito:material de propriedade do Instituto Ipê Roxo – disponível em www.institutoiperoxo.com.br|Curadoria de conteúdo realizada por Ana Cht Garlet, professora do Instituto.”


O Ipê Empresarial está disponível para auxiliar sua empresa.

Fale conosco pelo formulário abaixo e entraremos em contato com você em breve.

Deixe uma resposta