Constelação Sistêmica nas Empresas: um caso por Bert Hellinger

A teoria sistêmica de Bert Hellinger tem trazido valiosos insights na gestão empresarial. Toda organização, como um grande sistema que é, encontra no todo um resultado maior do que a simples soma das partes.

É esta soma e suas inúmeras relações que permitem que o conhecimento de Hellinger encontre um campo vasto de aplicação, observação e busca de soluções nas organizações.

Conhecida como Constelação Organizacional ou também Constelação Empresarial, esta aplicação começa a ganhar espaço no mundo corporativo.


Saiba como sua empesa pode se beneficiar da Constelação Organizacional

Leia este artigo completo da professora e consultora organizacional Ana Garlet, do Instituto Ipê Roxo.


A precedência dos funcionários

Um caso descrito por Bert Hellinger, no livro “Leis Sistêmicas na Assessoria Empresarial”

O caso descrito a seguir fala de como dinâmicas internas entre o campo da organização, os funcionários e o proprietário e sua esposa estavam influenciando o turnover, o resultado financeiro e até mesmo a relação de casal.

Conforme descrito no livro, este atendimento aconteceu durante uma Seminário de Hellinger aqui no Brasil, na cidade de Curitiba.

Leia abaixo este caso de Constelação Organizacional trazido por Bert Hellinger:

……………………

O tema

HELLINGER: Prosseguirei com o tema “sucesso em organizações”. Existem situações específicas nas quais, por exemplo, marido e mulher possuem uma empresa juntos. Podemos olhar para isso se houver alguém aqui em uma situação na qual marido e mulher possuem uma empresa juntos.

Uma mulher se apresenta e senta-se ao lado de Hellinger.

HELLINGER: De que tipo de empresa se trata?

MULHER: Trabalhamos com alimentos que distribuímos para diversas empresas que trabalham com alimentos.

HELLINGER: De quem é a empresa?

MULHER: Ela pertence ao meu marido. Trabalhamos juntos. Estou na empresa há apenas um ano e meio. Ele fundou a empresa.

HELLINGER: Há algum problema?

MULHER: Trabalho no departamento pessoal. Sinto que há uma dificuldade para que realmente se forme uma equipe, para que as pessoas permaneçam na empresa e não saiam. Há sempre gente entrando e saindo, novos funcionários.

HELLINGER: A pergunta é: qual é o efeito de uma mudança de funcionários tão constante? Não quero saber agora. Vamos olhar para isso.

Em uma empresa, diversos fatores desempenham um papel. O primeiro é o produto. O segundo são os clientes, o terceiro os funcionários e o quarto os lucros. Existem acionistas?

MULHER: Não.


“Em uma empresa, diversos fatores desempenham um papel. O primeiro é o produto. O segundo são os clientes, o terceiro os funcionários e o quarto os lucros.” Bert Hellinger


……………………

A dinâmica oculta

HELLINGER: Vamos examinar essa empresa. Posicione-se você como o proprietário. Coloque-se lá no lugar do seu marido.

A mulher se posiciona como representante de seu marido. Em seguida, Hellinger escolhe uma representante para a empresa e a posiciona à esquerda do proprietário.

Depois, escolhe duas mulheres e um homem como representantes dos funcionários. Eles se posicionam lado a lado, a uma distância de aproximadamente cinco metros, diante do proprietário e da empresa.

Então Hellinger escolhe uma representante para o lucro, para o dinheiro. Ele a posiciona a uma certa distância, levemente à esquerda da firma. Em seguida, escolhe duas representantes para os clientes e as coloca a uma certa distância, à direita dos funcionários.

HELLINGER: OK, vejamos então.

Ipê comenta: No trabalho da Constelação Sistêmica, é usual a utilização de pessoas para “representar” no campo um indivíduo ou situação real. É através destes representantes, e da relação entre eles, que informações importantes do sistema surgem. Para todos aqueles que tem a oportunidade de representar, é também um grande aprendizado vivencial. Este é um dos muitos ganhos deste trabalho, realizado em workshops ou consultorias sistêmicas.

Os clientes se movimentam bastante devagar, a passos pequenos, em direção ao proprietário.

Eles se colocam próximos a ele e, após algum tempo, à sua direita e à sua esquerda. Juntos, dão alguns passos para trás, afastando-se dos funcionários. Ficam olhando uns para os outros. Então, dão-se as mãos.

A firma recua alguns passos e permanece isolada. O dinheiro olha persistentemente para os funcionários.

HELLINGER: O movimento nos mostra que a empresa é orientada para os clientes. E para quem o dinheiro está olhando? (Após alguns instantes) O dinheiro olha sempre para os funcionários. Os funcionários não se sentem bem. Eles se sentem negligenciados.

O dinheiro mexe com as mãos, inquieto. Uma cliente se move para a frente em direção aos funcionários, estende brevemente as mãos a eles e balança a cabeça para a frente e para trás. Uma das funcionárias se virou para trás e deu alguns passos para fora.

HELLINGER: (após alguns instantes, para a empresa) Como vai a empresa?

EMPRESA: Estou meio perdida.

HELLINGER: (para o grupo) Uma empresa está aí para quem? Para os funcionários! E os funcionários estão aí para quem? Para a empresa!

O proprietário se distancia da empresa para o lado direito. Paralela a ela está uma funcionária, mas elas não se aproximam. Porém, olham- se mutuamente.

HELLINGER: (para o grupo) Vou tentar uma coisa.

……………………

Seguindo para a solução

Hellinger leva a empresa para a frente. À sua direita, posiciona o proprietário. À esquerda da empresa, posiciona o dinheiro e, à esquerda do dinheiro, os funcionários. Eles se posicionam lado a lado. Em seguida, coloca os clientes em frente aos funcionários, a uma certa distância. Hellinger pergunta aos funcionários como eles estão.

1º FUNCIONÁRIO: Melhor.

2º FUNCIONÁRIO: Melhor.

3º FUNCIONÁRIO: (que havia se virado e ido embora) Bem mais leve.

HELLINGER: (para a representante do proprietário) Todos juntos estão presentes para os clientes. Somente quando estão juntos, a empresa está presente para os clientes. Como vai a empresa agora?

EMPRESA: Melhor.

HELLINGER: Como vai o dinheiro?

DINHEIRO: Muito bem.

HELLINGER: (para o grupo) Aqui existe uma equipe que está presente para os clientes. Quando se olha só para os clientes, sacrificamos os funcionários pelos clientes. O dinheiro não estava se sentindo bem, porque não vai aonde deve ir primeiro. Ele deve ir para os funcionários.

(Para a representante do proprietário) Os funcionários são mal pagos na empresa de vocês. É por isso que trocam de empresa. Fazem o serviço principal e não são valorizados. Isso está claro para você?

ESPOSA DO PROPRIETÁRIO: Essa é uma discussão eterna entre meu marido e eu. Ele trabalha no setor financeiro da empresa, e eu no setor pessoal. Ele se concentra nas vendas e eu nas pessoas. É esse o conflito.

HELLINGER: As vendas não acontecem sem as pessoas. As pessoas têm precedência. Isso está claro para você?

ESPOSA DO PROPRIETÁRIO: Sim.

Ipê comenta: Em todas as relações há uma ordem. Ela delimita o que está antes e o que está depois. Esta ordem, estabelecida por muitas variáveis, deve ser respeitada. Quando Hellinger explica que vendas não acontecem sem pessoas, ele fala de uma ordem em que as pessoas vêm antes para que se possa alcançar aquele resultado (vendas). Neste ponto, alguma necessidade deste grupo de colaboradores está sendo negligenciada em função das vendas. Enquanto isso ocorrer, o sintoma permanecerá presente no sistema. Neste caso, é a rotatividade de pessoal.


“As vendas não acontecem sem as pessoas. As pessoas têm precedência.”

Bert Hellinger


……………………

O casal

HELLINGER: Vou deixar isso assim, podem se sentar. (Para o grupo) Vou escolher ainda um representante para o marido.

Hellinger escolhe um representante para o proprietário e coloca-o em frente à sua esposa, a uma certa distância. Os dois se olham. O homem conserva as mãos cruzadas atrás das costas. Hellinger pega novamente a representante da empresa e a coloca no lugar da mulher. Ele deixa que a mulher volte a se sentar ao seu lado.

MARIDO: De repente meu coração começou a bater muito rápido.

HELLINGER: Melhor ou pior?

MARIDO: Melhor.

HELLINGER: (para a mulher ) Você deve entregar a empresa ao seu marido.

HELLINGER: Como vai a empresa?

EMPRESA: Melhor aqui.

HELLINGER: (para os representantes) OK, obrigado.

(Para o grupo) Vou contar-lhes sobre algumas experiências, experiências pessoais. Eu e minha primeira esposa oferecíamos terapia juntos.

Às vezes, tínhamos uma briga de repente. Não sabíamos de onde ela vinha. O contexto era que havia um conflito com relação a um cliente.

Ela defendia uma coisa do cliente e eu a outra. De repente, percebemos que o conflito era transferido para nós porque defendíamos lados diferentes.

Aqui ocorre o mesmo perigo. Quando marido e mulher administram a mesma empresa, existem conflitos dentro desta. Esses conflitos se transferem para a relação pessoal e, de forma inversa, os conflitos pessoais se transferem para a empresa. Deixo isso apenas para a reflexão.

(Para a mulher) OK?

MULHER: O fato é que ele me pediu. Eu era psicóloga e atendia em consultório. Ele me pediu para trabalhar com ele porque a empresa havia crescido muito. Mas talvez seja apenas uma fase. Talvez tenha que trabalhar com ele apenas durante uma fase específica?

HELLINGER: É melhor que você permaneça com a sua própria profissão e ele com a dele. Assim, à noite, vocês terão muito sobre o que conversar.

A mulher e todos riem.

……………………

O eficiente trabalho Constelação Organizacional

O trabalho da Constelação Organizacional é surpreendente e permite que o que atua nas dinâmicas entre os indivíduos de um sistema transpareçam, servindo como base para a tomada de decisão, ajustes de estratégias e mesmo para a busca de solução para um problema persistente na empresa.

Através da teoria sistêmica o olhar se amplia em muitos níveis e dessa forma, as soluções encontradas servem como uma nova possibilidade de movimentos em direção ao crescimento e sustentabilidade empresarial.


Este conteúdo (textos, imagens e artes gráficas – exceto trechos de livros, citações de outros autores, e imagens de banco de imagens, quando houver) é exclusivo e produzido pelo Ipê Roxo – Instituto de Desenvolvimento Humano. Sua reprodução é permitida se acompanhada com o devido crédito: material de propriedade do Instituto Ipê Roxo Florianópolis – disponível em www.institutoiperoxo.com.br | Curadoria de conteúdo realizada por Ana Cht Garlet, professora do Instituto.


Este serviço é para a sua empresa!

Entre em contato conosco pelo formulário abaixo e saiba como sua empresa pode alcançar um novo movimento  em direção ao sucesso com as Constelações Organizacionais.

Deixe uma resposta