Você se sente perdido ou incapaz?

Todos temos nossos momentos desafiantes em nossas vidas. No trabalho, nos relacionamentos, com nós mesmos, com nossa família, com nossos pais. Em determinado momento, sentimos uma dor emocional que nos atrapalha e não vemos claramente muitas possibilidades de sair deste estado e caminhar adiante.

Neste momento, é importante buscar apoio. Familiares e amigos são boas opções para conversar e buscar um alívio, ao mesmo tempo em que se processa aquilo que não está indo tão bem.

Apoio é importante. E não devemos nunca deixar de buscá-lo quando sentimos a necessidade.

Outra opção é buscar um trabalho terapêutico que permita olhar para aquilo que é difícil e desta forma, procurar uma nova possibilidade de ação. Buscar o essencial que nos permita sair do lugar da dor, e com respeito a tudo que se apresenta, seguir adiante.

Este é o lugar onde a Constelação Familiar é um trabalho de força para olhar nossas dificuldades. Uma ferramenta especial que tem ampliado o olhar de pessoas em todo o mundo, ajudando a transformar as dores em ação e recursos para seguir em frente. 

Eu e meu sistema de origem

A Constelação Familiar fala de como muitas vezes nós repetimos, de forma inconsciente, situações do nosso sistema familiar em nossa vida.

Podemos, por exemplo, observar como uma pessoa pode repetir o vício de um tio. Ou o fracasso em seus relacionamentos por lealdade a um familiar (pais, tios, avós, etc)  que também não teve sucesso em seu relacionamento.

São dinâmicas complexas que acontecem em todos os sistemas familiares.

O atendimento em Constelação acontece de uma forma que é possível para o cliente observar a origem da sua dificuldade, através da dinâmica utilizada nesta ferramenta.

Ao mesmo tempo, é possível buscar uma solução, e se possível, trabalhar na dinâmica de forma a facilitar esta solução.

É um trabalho que utiliza a teoria sistêmica trazida pelo psicoterapeuta alemão Bert Hellinger e que tem ajudado clientes que chegam até ela. É muito surpreendente, eficiente e mobilizador.

O atendimento pode ser feito em grupo ou de forma individual. Ambos com a mesma qualidade de resultados.

O trabalho terapêutico

A Constelação Familiar  é uma forma de terapia breve. É um trabalho que não prevê acompanhamento por longos períodos, o que diferencia de muitas abordagens terapêuticas.

E ainda que breve, é um trabalho de força surpreendente e duradoura.

Sua força está na experiência. É possível entrar em contato, de forma muito direta, com o que atua na dor que sentimos.

Pode-se imaginar que o trabalho de desenvolvimento com a Constelação é como um “ajuste de rota”. 

Quando percebemos que o caminho que tomamos em nossa vida não está sendo produtivo ou não sabemos o que fazer com as angústias que sentimos em nós, este trabalho se apresenta como uma boa opção para o próximo passo.

Ele tem o potencial de ajudar a nos movimentar internamente, auxiliando na transformação de sentimentos difíceis e contribuindo para uma melhor postura diante da vida.

Quando a Constelação é indicada?

O terapeuta de Constelação Familiar sempre trabalha no sentido de qual é a dor que o cliente traz para o atendimento.

O que dói é o relacionamento? Dificuldades com os filhos ou cônjuge? É o trabalho? Com a desmotivação em relação à vida? A dor é física, e se manifesta no corpo?

Nesse caminho, o trabalho feito por esta terapia olha completamente pelo dor que se manifesta emocionalmente ou fisicamente no cliente. Essa é a porta de entrada que conecta a dor que se manifesta e a origem daquele sentimento.

A dor de repetir os mesmos fracassos;
A dor de não compreender acontecimentos que parecem “não fazer sentido”;
A dor de perder relacionamentos;
A dor de afastar as pessoas amadas, por mais que se tente fazer o melhor;
A dor de ver os filhos fechados e inacessíveis;
A dor de sentir-se paralisado, por mais que se queira entrar em movimento.

Dessa forma, nossa dor se torna o caminho que nos permite alcançar algo, uma nova compreensão através das Constelações Familiares.

Um caminho que tem sido muito percorrido por muitos clientes que encontram nesta ferramenta terapêutica uma nova possibilidade para lidar com suas dificuldades pessoais, de forma profunda, verdadeira e breve em sua aplicação.

Nossas dores

A Constelação Familiar fala de como repetimos através de uma lealdade a tudo aquilo que está contido na nossa história familiar. É como se o fato de nascer em uma família no gerasse um compromisso inconsciente de servir a ela internamente com a nossa própria vida. A constelação chama isso de “amor cego”.

Como forma de incluir tudo o que aconteceu de difícil no nosso sistema familiar, repetimos hoje o que pode ter acontecido a algumas gerações atrás. É como se algo em nosso interno nos movesse para validar situações de nossa família, mesmo que isso nos traga dor e sofrimento hoje. Por isso Hellinger a chama de amor cego, ou mesmo lealdade cega.

Porém, podemos buscar uma lealdade mais saudável, e que nos permite viver nossa própria história, sem repetir por causa desse contrato inconsciente. E nossas dores são a indicação de que algo em nós pode estar fora do lugar.


Agende seu atendimento de Constelação Familiar e traga seu tema pessoal para ser trabalhado através desta ferramenta. O Instituto Ipê Roxo é pioneiro em Florianópolis com mais de 10 anos de experiência no trabalho das Constelações de Bert Hellinger.

Clique no banner abaixo para mais informações


Este conteúdo (textos, imagens e artes gráficas – exceto trechos de livros, citações de outros autores, e imagens de banco de imagens, quando houver) é exclusivo e produzido pelo Ipê Roxo – Instituto de Desenvolvimento Humano. Sua reprodução é permitida se acompanhada com o devido crédito: material de propriedade do Instituto Ipê Roxo – disponível em www.institutoiperoxo.com.br | Curadoria de conteúdo realizada por Ana Cht Garlet, professora do Instituto.


Gostaria de receber uma ligação nossa? Deixe seus contatos no formulário abaixo que entraremos em contato!

 

Um comentário em “Você se sente perdido ou incapaz?

Deixe uma resposta