Homem e mulher : a imagem completa – um texto de Bert Hellinger

Este texto foi extraído e traduzido livremente do livro “In the service of live”,  de Bert Hellinger, ainda sem tradução no Brasil.


“Eu gostaria de fazer algo junto com vocês. E farei isto através de uma meditação.

Existem dois hemisférios opostos no cérebro. Eles estão em oposição e são também complementares. São opostos por estarem separados, têm diferentes funções.

Nós temos dificuldades porque utilizamos eles de maneira desproporcional, valorizando um lado ao invés do outro.

A solução seria trazê-los à igualdade de maneira que utilizamos os dois igualmente, sem perceber a diferença. Esta é uma visão de fora, como sabemos.

Agora chegamos a algo diferente.

É dito na Bíblia: “Deus criou o homem em sua imagem.” E o que segue é um tanto confuso: “Ele criou eles como um homem e uma mulher.”

Então, em Deus – se eu posso dizer isso – os dois hemisférios não eram separados.

Mas em nós eles são. Em contraste com Deus, homem e mulher parecem separados para nós. Mas nem o homem somente ou a mulher somente  compreende a imagem completa de Deus. Somente juntos eles correspondem ao que é Deus.

Assim, o homem sozinho é incompleto. Somente junto a mulher ele é completo.

E a mulher é somente completa com o seu oposto, o homem. Ainda assim, ambos tem distinções entre eles.

Seres humanos se tornam completos quando podem unir o masculino e o feminino em todos os aspectos.

Há várias distinções que podemos fazer seguindo este modelo. Podemos trocar o feminino por Corpo, e o masculino por Espírito.

Neste sentido, qualquer caminho espiritual, com sua negação do corpo também está negando o feminino. Muitos caminhos espirituais são anti-matéria. Eles negam a união entre o masculino e o feminino, dando prioridade a um em detrimento ao outro.

O mesmo acontece entre o hemisfério direito e esquerdo: um é o masculino, e outro o feminino. A questão é: o que une estes opostos?”

 

Sinta internamente

“Agora feche seus olhos e sinta dentro de você: Qual lado é o mais presente, o esquerdo ou o direito? O que é mais forte em você:  a parte superior ou inferior do seu corpo? O que é mais forte: o relacionamento com seu pai ou o relacionamento com a sua mãe? Se você tem filhos de ambos os sexos, com qual deles você sente a conexão mais forte?

Essa é a preparação. Você é capaz de perceber a separação em você?

Agora eu gostaria de seguir numa jornada meditativa com você, onde iremos conectar os dois. Na verdade tudo é masculino e feminino ao mesmo tempo.

Então a questão se torna como os unificamos? Quando nós temos sucesso nessas esferas, nós podemos ter sucesso na união entre o masculino e feminino dentro de nós e na nossa relação como casal.”

 

Esquerdo e direito

“Feche seus olhos. Nós direcionamos nossa atenção ao braço direito e depois levamos a atenção para nosso braço esquerdo. Separe-os um do outro e deixe suas palmas da mão viradas para cima. Deixe suas mão repousar sobre suas coxas. Permaneça relaxado.

Agora você sente uma mão após a outra. Qual delas é a mais forte? Qual delas é a mais fraca?

Sem olhar para as mãos, olhe para frente, até que suas mãos se juntem.

Isso significa que uma mão se torna mais, assim como a outra. Nós esperamos até que não pensemos mais em termos de uma mão ou outra, as vemos agora como somente uma coisa só.

O processo se desenrola no sentido que a idéia de oposições se dissolvem. Elas são uma coisa só.”

 

Superior e inferior

“Agora fazemos o mesmo com a parte superior e inferior do nosso corpo. Primeiro sentimos nossa parte superior, e então nossa parte inferior.

Onde no nosso corpo está a linha que separa esses dois lugares? Nós levamos nossa atenção para lá, e esperamos, até eles se juntem como um só.

Nós sentimos a diferença dentro de nós quando nós chegamos nessa união.”

 

Pai e mãe

“Agora fazemos o mesmo com nossa mãe e nosso pai. Nós sentimos o lugar do nosso pai dentro de nós, imediatamente, o lugar da nossa mãe. Algum deles fica negligenciado, no fundo?

Nós esperamos o movimento interno até que ambos se tornem um, e iguais de um só vez.”

A relação de casal

“Agora transferimos esse movimento para nosso relacionamento de casal. Quem ou o quê está na frente? Quem ou o que está mais atrás? Algo está mais para a esquerda do que para a direita? Quem está mais acima ou mais abaixo?

Agora nos movemos para outra oposição, que podemos comparar com esquerdo ou direito, ou com acima ou abaixo – a oposição de Deus e do mundo.

Nós deixamos eles fluem juntos em nós, em direção a uma união que não podemos mais separar. Nós nos tornamos imediatamente um, em todos os sentidos.”

 

Reflexões sobre os opostos

“Essas deliberações podem ser aplicadas em outras oposições. Irei mencionar algumas aqui:

  • Saúde e doença: Quando nós queremos nos livrar de uma doença, nos comportamos como um homem. Quando aceitamos, nos comportamos como uma mulher. Quando a saúde e a doença são liberados para fluírem juntos, eles funcionam juntos e se tornam um.

 

  • Vida e morte: Vida é masculino neste senso, e a morte é feminina. O que acontece conosco quando ambos são permitidos  a pertencer e fluir como um só no nossos sentimentos? Nossa vida se torna memorável e cheia. Nós vivemos na face da morte. E nossa morta também se tornará cheia no seu próprio tempo.

 

  • Antes e depois: Na esfera do tempo, nós experienciamos o passado como feminino. Ele é completo nesse sentido. O que está vindo é masculino. Quando sua orientação vai para o futuro, nos comportamos com o nosso masculino. Quando o que aconteceu em nosso passado nos puxa para sua prisão, nós esperamos sem agir. Os dois lados são necessários: um sem o outro não podem frutificar. Como eles se tornam um? No agora.”

Leia mais sobre o trabalho de Bert Hellinger clicando na imagem abaixo:


 

Fale Conosco!

 

Um comentário em “Homem e mulher : a imagem completa – um texto de Bert Hellinger

Deixe uma resposta