Contoterapia: “As histórias têm um poder único para ganhar o coração das pessoas.”

A frase do executivo e educador Peter Guber, e que dá o título deste artigo, é uma indicação do poder que as histórias carregam em si.

Através da contação de histórias, arquétipos de personalidades e comportamentos vão encontrando um lugar na nossa mente. Nos ajudam a verificar, de uma posição privilegiada e segura, outras alternativas para nossa própria história.

Segundo Clarissa Pinkola Estés, contos são como bálsamos medicinais. E ao seguir seus contos e também os contos de outros autores que são base da formação em Contoterapia do Instituto Ipê Roxo, descobrimos o poder imenso de cura que está escondido nas sequências de palavras.

Palavras estas que, quando juntas, transbordam possibilidades.

 

Um conto sobre a Formação

Era uma vez, em uma bela e distante ilha, pessoas de diferentes lugares que se reencontravam para aquecer suas almas.

Conforme chegavam, dirigiam-se à Casa dos Contos, um local acolhedor e preparado com muito amor na formosa vila de Jurerê Internacional, a fim de mergulhar nas Contações de Histórias, nos ensinamentos de Clarissa Pinkola Estés e nas Constelações Familiares de Bert Hellinger.

Em círculo, como o de uma grande aldeia, prepararam-se para receber a 1ª história: um índio que chegou rápido demais ao seu destino e, por isso, aguardava na estação de destino sua alma chegar.

E assim, como ele, todos nesta casa se aquietaram e esperaram suas almas chegarem também.

 

Como se deu isso?

Lendo silenciosamente, como prefácio, o resumo dos contos da 1ª grande reunião, nosso primeiro módulo.

Ficaram impressionados com o número de histórias trabalhadas. Entre elas, cada um elegeu a mais marcante e compartilhou-a em pequenos grupos, onde uma pessoa foi escolhida para resumir a experiência vivida em uma palavra ao grande grupo.

De todas as riquezas deste momento sagrado, um dos 7 grupos compartilhou o seguinte presente: “Quando eu me aquieto, o que é meu vem…”, e outro completou “…e o que é do outro vai.”

Ainda na partilha, percebeu-se que o brilho chegou nos olhos de cada contador, pois com muita vibração relataram o quanto a prática narrativa lhes tomou e o quanto podiam ver o efeito sobre aqueles que recebiam seus contos.

“O conto dá conta”, e essa é a meta: ouvir e praticar, tocar os ouvidos do coração.

A prática da contação tem essa força de instruir, nutrir e curar no dia a dia.

A Contoterapia no Ipê

A Contoterapia é uma ferramenta terapêutica que através dos arquétipos das histórias, trazem insights valiosos e movimentos para os clientes que se submetem a este processo. Auxiliam na cura de traumas e dificuldades na vida, mostram novas posturas e incitam à mudança.

Aliada à força dos contos, trazemos também para a Contoterapia toda a visão sistêmica do psicoterapeuta alemão Bert Hellinger, com o uso das constelações familiares para embasar  e visualizar o caminho através dos contos.

Diferentes vivências, exercícios inéditos são aplicados e conduzidos nos contos de Clarissa Pinkola Estés, Robert Bly e também de histórias de Bert Hellinger. Cada história do livro é ilustrada e comentada à luz dos princípios da Constelação Sistêmica.

É o trabalho em conjunto destas duas práticas que garante uma abordagem nova e eficiente no espaço terapêutico e que oferecemos em um curso pela primeira vez.

O serviço, comandado no Instituto Ipê Roxo pelos psicólogos Sonia Farias e Paulo Pimont, traduz os arquétipos trabalhados nos contos e revela, através da identificação dos clientes com os personagens, novos caminhos para mulheres e homens que querem se reencontrar com a sua própria força.

 

Depoimento de uma aluna

O curso de Contoterapia veio para confirmar que “somos feitos de histórias”!

Durante o curso memórias são acessadas, insights acontecem e pouco a pouco vamos nos apossando de nós mesmos e de nossas histórias.

O curso é vivencial e assim sentimos seu efeito atuando desde o primeiro módulo.

No decorrer das vivências, lacunas são preenchidas em nossa psique, pois o “Conto dá Conta” e nos torna harmonizados interiormente.

É conduzido de forma elegante e respeitosa.

Cuidadosamente ministrado por dois terapeutas de Alma: Sônia Farias e Paulo Pimont, que nos presenteiam com contos de Clarissa P. Èstes, Bert Hellinger e muitos outros escritores.

Deixando um repertório vasto de histórias de tradição oral, que serão semeadas através da nossa atuação como contadores!

O curso Conta, Cura e Cria: Conta histórias, Cura nossos corações e estimula nossa Criatividade.

Estão acontecendo atividades belíssimas e muito criativas por conta de tudo que se aprendeu até aqui.

Orgulho em fazer parte desse grupo maravilhoso e especial.

Gratidão pela oportunidade que Sônia, Paulo e o Ipê Roxo nos oferece, passando seu conhecimento como chuva serôdia, regando o saber de cada participante.

Que venha o próximo módulo!

Um grande abraço à todos!!!!

Ângela R.B.Machado


Faça parte das próximas turmas de Contoterapia, em Florianópolis e Londrina.

Increva-se aqui


 6 razões para conhecer a Contoterapia

  1. A Formação ‘O conto dá conta’,  promoverá, em pouco tempo, um crescimento interno autêntico, puro, concreto;
  2. Os Contos possuem a dádiva de nos ajudar a compreender as complexidades da vida, bem como suas soluções, por vezes aguardadas há anos;
  3. Um conto pode lhe ajudar a descobrir seu próprio caminho, e isso tem um efeito que marca toda a vida;
  4. O poder de um conto é surpreendente: nutre a alma, pacífica e acalenta as emoções, o corpo e espírito.
  5. O conto nutre e instrui sobre como identificar e lidar com as adversidades a tudo aquilo que se opõe ao Crescimento Interno.
  6. Resolução de casos terapêuticos difíceis são beneficiados por este trabalho. No processo terapêutico, muitas vezes conseguimos resultados com os contos que não havíamos alcançado com nenhuma outra técnica, pois este é um trabalho que consegue entrar por um outro canal de escuta do cliente.



Saiba mais sobre a Formação em Contoterapia. Fale conosco pelo formulário abaixo:

Deixe uma resposta