Categorias

Lidando com as dificuldades: como a Constelação Familiar pode ajudar você
Ipê Roxo - Instituto de Constelação Familiar | 07/12/17 |

 

Todos temos nossos momentos desafiadores na vida. Aquele tempo em que experimentamos tudo com dificuldades. Onde sentimos que nossa vida está parada.

Esses momentos, embora valiosos em aprendizados, trazem dores e angústias que limitam nossa atuação na vida. Ficamos desmotivados, perdemos as energias e as vezes chegamos a experimentar uma vontade, muito íntima, de desaparecer.

Nesses momentos, considerar pedir ajuda é necessário. Pode ser um familiar, um amigo de confiança, um bom e honesto ouvinte são alguns caminhos que podem nos ajudar a aliviar a dor.

Procurar ajuda profissional é válido também. Psicólogos e psicoterapeutas têm o treinamento necessário para ajudar você a navegar nestes momentos de dificuldades, recuperando a energia, ajustando o olhar para tomar as atitudes que vão te auxiliar a entrar em um novo caminho.

E a Constelação Familiar, como pode te ajudar?

A Constelação é uma forma de terapia breve. Isso significa que ela é pontual e não prevê um acompanhamento, como outros tipos de ferramentas terapêuticas.

Isso poderia nos levar a imaginar que então ela é uma terapia com menos força, mas a verdade é o contrário disso.

A constelação familiar consegue partir de um sentimento atual do cliente (como a dor, a depressão, dificuldades no relacionamento, entre outras) para chegar ao centro da questão que está atuando na sua vida.

Ela não passa pela construção de uma hipótese, do tipo: “Estou deprimida(o) porque meu marido ou esposa fez isso”, por exemplo.

Na verdade, através do apoio de representantes, em um atendimento de Constelação Familiar (Workshop), o cliente vivencia de forma clara, onde floresce a dor que ele sente.

Essa dor é geralmente muito profunda e por isso ela tem tanta força sobre nossa vida

Essa dor é geralmente muito profunda e por isso ela tem tanta força sobre nossa vida. Ela está vinculada à nossa história familiar, nossos afetos e coisas que para nós são muito importantes.

Pode ser a dor de um filho ou irmão perdido, mesmo que há muito tempo. Pode ser a dor de ter membros da família excluídos, por qualquer motivo. Pode ser o sofrimento causado por um grande revés familiar.

Por vezes também nossa dor pode estar conectada a acontecimentos que envolveram  violência, e embora não estejamos mais expostos à situação de risco, nosso corpo se lembra do sentimento de abandono e dor do momento do acontecimento.

E o mais incrível é que por vezes a lembrança está presa no corpo, pois a mente não consegue se lembrar do acontecido. Assim, para estes casos, se tentamos sozinhos entender o que acontece conosco, nossas chances de sucesso podem ser pequenas.

Então, nessa abordagem das Constelações Familiares, que traz uma forte carga vivencial, através da experiência do corpo, o caminho para uma mudança fica mais firme e certo. Emoções surgem à tona, ajudando a processar algo que age em nós sem sabermos bem o porquê.

 

A abordagem da Constelação Familiar

A Constelação Familiar tem apresentado excelentes resultados na sua aplicação para questões de fundo sistêmico. Então, em questões onde haja envolvimento de família, grupo profissional, comunidades, empresas, social, etc, a constelação é uma boa ferramenta para se utilizar.

Para casos em que estamos nos sentindo pessoalmente desmotivados e sem energia, a constelação tem sido uma grande oportunidade de mudança para milhares de pessoas em todo o mundo.

Percebido pelo psicoterapeuta alemão Bert Hellinger, há mais de 30 anos, a constelação familiar traz o conhecimento de que os sistemas nos quais estamos inseridos causam reflexos em nossa vida, sendo o mais influenciador o nosso sistema familiar.

Bert percebeu que nosso sistema reage a 3 leis, que ele chama de leis da vida:

  • Ordem;
  • Pertencimento;
  • Equilíbrio.

Quando uma dessas ordens é quebrada, membros deste sistema podem experimentar tensionamentos. Esse movimento se materializa como dificuldades. Essa dificuldade, por sua vez, está ligada com o acontecimento original que causou a quebra de uma ou mais lei.

Alguns exemplos: um irmão sentir o desejo de morte, relacionado a um bebê não nascido de seus pais; dificuldades com o andamento da profissão e dinheiro, ligado a um avô que passou por ruína financeira; relacionamentos que não vingam pelo fato de alguém estar identificado a um antigo relacionamento do pai ou da mãe que não deu certo.

Como falamos, esses são exemplos. A constelação nos mostra que cada história é sempre única e individual. O que se repete, e isso é bem claro, é a forma como essas dinâmicas não curadas agem em nossa vida. Na nossa experiência, elas são o ponto inicial de muitas dificuldades na vida daqueles que buscam ajuda terapêutica.

 

E como é possível chegar a essas informações?

Este é um dos grandes conhecimentos trazidos por Bert Hellinger, e que estão sendo comprovados pela ciência. Nós, como seres vivos, somos expostos a campo de informação. Esse campo é invisível, porém atua sobre nós.

Este conhecimento não é espírita e não está relacionado a nenhuma religião. Um bom exemplo aqui é o campo magnético. Quando aproximamos os pólos opostos de imãs, percebemos a atração que eles exercem mutuamente, embora não conseguimos ver os campos magnéticos sem o auxílio de alguns artifícios, como o pó de ferro. Mas é impossível negar a existência dele.

O mesmo acontece com o campo de informação. Experienciamos estes campos em nossa vida através de alegrias e dores. Lidamos bem quando somos influenciados positivamente. O sofrimento já é bem mais desafiador.

E nisto, as constelações podem ajudar muito. Em um workshop, os representantes são o “pó de ferro” que nos permite observar movimentos e dinâmicas que surgem. Como pouquíssimo é revelado para o grupo e até para o terapeuta pelo cliente, é surpreendente como informações verdadeiras e importantes surgem deste processo.

A teoria das Constelações Familiares também fala que, para além da experiência corporal, os movimentos vivenciados no campo de um workshop geram desdobramentos para todo o sistema que está sendo trabalhado. É como percebemos aqui: embora geralmente o cliente entre sozinho na sala, estamos recebendo todo o seu sistema, e principalmente, seus pais.


Constelação Familiar no Instituto Ipê Roxo

Venha conhecer, experimentar e vivenciar o que é esta nova forma de olhar para as dores humanas. Dores que muitas vezes são tão profundas que impedem o êxito, a saúde e os bons relacionamentos.

 

A constelação poderá ajudar caso você:

  • Esteja passando por dificuldades na vida, sem saber o porquê;
  • Tem um problema recorrente, no trabalho, nos relacionamentos, com dinheiro, etc;
  • Percebe que há certas situações que se repetem na sua família;
  • Deseje olhar para sua vida de forma integral;
  • Deseje olhar para um conflito que tem se mostrado difícil de resolver;
  • Gostaria de olhar para sua história familiar de forma respeitosa e amorosa.

Num workshop, você vivenciará compreensões sobre:

  • Saúde e doença
  • Trabalho, profissão e empresas
  • Obstáculos da vida cotidiana
  • Relação de casal – como o amor pode dar certo
  • Pais e filhos
  • As Leis da Vida de Hellinger, a base deste trabalho


 

 

E-book Gratuito sobre Constelações Familiares:

ebook-constelações-familiares

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades


cursos Instituto Ipê Roxo

Arquivos

Posts relacionados