Reportagem sobre Constelação Familiar no Fantástico

Constelações Familiares já são uma realidade no Judiciário Catarinense

Neste último domingo, uma reportagem especial do Fantástico, da Rede Globo de televisão, apresentou o Direito Sistêmico para conhecimento do grande público. A repórter Kiria Meurer conversou com consteladores para traçar um retrato desta nova “técnica”, a Constelação Familiar, que tem ajudado o Judiciário na busca de reais soluções para os conflitos familiares que a cada dia chegam ao poder judiciário.

A crescente judicialização de conflitos tem levado o sistema judiciário brasileiro a procurar novos caminhos para sua solução.

O processo judicial, que foi feito para facilitar o caminho para uma solução, acaba por se tornar, em muitos casos, uma ferramenta de tortura para quem procura justiça ou até uma forma de manipulação, de quem consegue dominar esse caminho e encontrar formas de atrasar ainda mais a sentença.

De qualquer forma já é claro que, da forma como é hoje, todo esse processo é muito caro em diversos níveis e geralmente não traz uma solução duradoura para o conflito.

A Constelação e o Judiciário: Direito Sistêmico

As constelações Sistêmicas e o Direito Sistêmico chegaram ao judiciário para auxiliar neste caminho da busca por soluções anteriores à judicialização.

Já se percebe que não existe solução duradoura para conflitos, quando esta vem de uma terceira parte. Para uma solução duradoura e efetiva é necessário que as partes envolvidas sejam protagonistas na sua construção.

O Direito Sistêmico trabalha nessa direção. Ao trazer as partes em conflito para dentro da busca da resolução, ela inclui todos os interessados atende a todos em sua solução.

Entre os entrevistados da reportagem, duas personalidades de extrema importância para esse movimento: A psicoterapeuta Sophie Hellinger e o Juiz brasileiro e também constelador Sami Storch.

Sophie Hellinger, Sami Storch e Bert Hellinger.

Sami é o precursor mundial nessa aplicação da Constelação familiar. Através de uma busca pessoal, ele teve contato com o método de Bert Hellinger, e percebeu depois a possível aplicação dessa técnica na fase de mediação de conflitos familiares. Em suas primeiras tentativas, o resultado foi imediato: reversão de mais de 90% dos casos com a realização de acordos na fase conciliatória.

Desde então, o movimento tem crescido e se ampliado em diversas comarcas de vários estados do Brasil.  A grande contribuição deste trabalho com as constelações familiares é a possibilidade de encontrar  soluções que trazem um verdadeiro alívio ao sistema familiar.



 Pioneirismo em Florianópolis

Em Florianópolis, onde a iniciativa já vem sendo utilizada, o constelador e professor Paulo Pimont, do Instituto Ipê Roxo, tem sido pioneiro na promoção do envolvimento da Justiça com a Constelação Sistêmica e Familiar de Bert Hellinger, seguindo as observações trazidas pelo juiz Sami Storch.

O constelador catarinense tem uma sólida formação pelo Instituto Spelter no Brasil e pela Hellinger Schulle na Alemanha. É psicólogo formado pela UFSC e possui especialização em Direito Sistêmico pela Hellinger Sciencia. Também é professor atuante na Academia Judicial do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, onde ministra aulas sobre este tema e sua aplicação para magistrados. Atua também no Fórum Distrital do Norte da Ilha como facilitador de oficinas mensais para aplicação da Constelação Familiar em casos judiciais.

Ampliando mais o alcance deste assunto a todos os interessados, Paulo Pimont ministrará um Seminário especial de Direito Sistêmico, que abordará o uso das Constelações Familiares na resolução de conflitos judiciais.  

O evento acontecerá em Florianópolis com organização do Instituto Ipê Roxo, que já foi pioneiro neste trabalho, quando, em 2016 trouxe o juiz Sami Storch à Florianópolis para um seminário que reuniu mais de 100 advogados, promotores, juízes, psicólogos, assistentes sociais e servidores do Judiciário para apresentar as constelações.

Workshop de Direito Sistêmico com Sami Storch, organizado pelo Instituto Ipê Roxo em março de 2016.

Neste evento, o conhecimento que compõe o método de Bert Hellinger será mostrado na forma como vem sendo aplicado no judiciário, em conformidade com o que foi descrito e experimentado pelo Juiz Sami Storch e também pela experiência profissional de Paulo na Academia Judicial e em outras iniciativas.

O evento, que contará com a participação especial da advogada sistêmica Juliana Fernandes Fogaçça de Almeida, é indicado para todos os profissionais da área do direito, terapeutas da área familiar, consteladores e alunos em formação.

Será um momento para compreender a aplicação que tem trazido resultado muito positivos não somente para a celeridade do judiciário, mas também um verdadeiro alívio para famílias que se encontram emaranhadas em brigas afetivas.


 

Faça parte do 2° Seminário de Direito Sistêmico

 30/09 e 01/10 – sábado e domingo, em Florianópolis

constelacao familiar

Inscreva-se clicando aqui 

 


Veja a reportagem completa  no site do G1 clicando na imagem abaixo:

Entre em contato conosco pelo formulário abaixo:

2 comentários sobre “Reportagem sobre Constelação Familiar no Fantástico

Você gostou deste post? Trouxe algo novo? Agradecemos seu comentário para que possamos melhorar nosso conteúdo.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s