Ipê na Estrada: O olhar das Constelações Sistêmicas para a Saúde – 21/4 em Porto Alegre

“Ipê na Estrada” promove Seminário Especial em Porto Alegre sobre o olhar das Constelações Familiares para a saúde e as doenças. O evento será no dia 21 de abril, com as inscrições já abertas.

 

As Constelações Sistêmicas foram trazidas para o mundo há 40 anos, através dos estudos do terapeuta alemão Bert Hellinger.

Por meio dessa técnica de atendimento terapêutico, é possível olhar para dificuldades e dores da nossa vida e descobrir a dinâmica que age por trás desses emaranhados.

Ao olhar e ver, podemos tomar ações conscientes que nos liberam para a vida, com respeito e gratidão. Ao reconhecer e identificar os acontecimentos que nos seguram e atuam sobre nós, muitas vezes de forma totalmente inconsciente, estamos acessando também os remédios que a alma precisa para seguir em frente.

 

O que é a Constelação Familiar?

A Constelação nos permite observar nossos emaranhados e trazer  para consciência as dinâmicas ocultas que atuam em nossa vida.

Em todos os relacionamos existem emaranhamentos que, a despeito de todas nossas tentativas, se mostram de difícil resolução. Essa dificuldade vem do nosso inconsciente, local onde muitas vezes esses conflitos nascem e permanecem a agir mesmo quando racionalmente tentamos resolver algo.

Nosso inconsciente age pelas regras mais primitivas e com lealdade cega ao nosso campo familiar.

Bert Hellinger, em seus estudos, observou que existem três leis que agem nos relacionamento, e que quando quebradas, trazem consequências nefastas como o fracasso, a doença, a dificuldade nos relacionamentos.

Uma constelação pode mostrar o que é necessário que nós façamos, qual é o caminho para que o sistema possa se movimentar até encontrar o equilíbrio novamente, onde todas as leis são respeitadas por todos os membros.  São essas leis a Ordem, o Equilíbrio e o Pertencimento.

Ao trazer um tema para a constelação, o cliente tem a oportunidade de acessar algo que age de forma invisível, e que pode estar ligado às dificuldades na sua vida.

Da mesma forma, no âmbito da saúde, as doenças e seus sintomas podem estar a serviço de algum emaranhado sistêmico. Através da constelação, é possível trazer à visão o que age nas doenças, e este é um movimento que atua no tratamento da enfermidade.

 

A Constelação Familiar e as Doenças

Bert Hellinger nos traz as 3 leis do relacionamento humano, às quais todos estamos submetidos em nossa vida, quer as conheçamos ou não.

Dentro de um sistema, como o familiar, todos tem o direito de pertencer, de estar em equilíbrio no que dá e recebe e precisa saber qual o seu lugar, que é dado por uma posição hierárquica através da ordem de chegada ao nascer (filho mais velho, filho mais novo, etc).

A ordem é o que popularmente dizemos sobre o respeito aos mais velhos. Ele vieram antes, eles têm precedência. Não significa  submissão cega, mas sim respeito ao que veio antes e que ajudou a criar o que podemos usufruir hoje, tanto nas dores quanto nas alegrias.

O equilíbrio está presente nas trocas com ganhos mútuos, dentro do que é saudável. As exceções aqui ficam nas relações entre pais e filhos, onde os pais dão e os filhos ao invés de devolver, passam adiante aos seus próprios filhos.


Leia nosso outro artigo sobre este assunto

Como podemos olhar as doenças a partir das Constelações Familiares de Bert Hellinger?


O pertencimento fala sobre o lugar de alguém numa família.

Embora, por algum motivo como raiva, separações ou morte achamos que nos separamos ou esquecemos alguém, ao entrar em um sistema a pessoa passa a pertencer a ele para sempre.

Respeitar este pertencimento, mesmo que numa outra configuração, é um caminho de saúde para a vida.

Por isso, as Constelações percebem a exclusão de um integrante de um sistema como fonte de uma grande parte dos sintomas que nos acometem. Adoecemos para lembrar os que pedem pertencimento. É uma forma de nosso corpo chamar atenção para algo fora de ordem no nosso sistema.

Ao colocar uma doença como tema de uma constelação, a dinâmica familiar por trás dela aparece claramente.

Cada pessoa e sua doença revela um emaranhado diferente. Poder olhar para isso através das constelações é uma chave de mudança e força.

 

Ipê na Estrada – Seminário de Constelações em Porto Alegre

Paulo Pimont, Constelador do Instituto Ipê Roxo

Com o enfoque do “Olhar das Constelações para a Saúde”, o Instituto Ipê Roxo estará em Porto Alegre no dia 21 de abril com este Seminário especial e de muita importância, falando sobre a constelação de Bert Hellinger e seu olhar para as doenças.

O Seminário contará com a presença do Constelador do Instituto Ipê Roxo Paulo Pimont, e terá exposição de conteúdo e constelações de temsa ligados à saúde. É uma grande oportunidade para ver e perceber as dinâmicas que podem estar influenciado a sua saúde.

Faça sua inscrição no link abaixo e aproveite para vivenciar esta linda e grande experiência de entrar em contato com uma nova percepção da sua vida e história.

O que se descortinará para você irá atuar por todo o seu sistema familiar.

Faça sua inscrição e saiba mais informações clicando aqui.

 

Serviço

Seminário Especial

“O Olhar das Constelações Familiares para a Saúde”

Em Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Data: 21 de abril de 2017

Hora: das 9h às 18h

Valor: R$ 492,00

Condição especial: Duas inscrições para pessoas da mesma família com 20% de desconto ( de R$ 984 por R$ 787,00)

Local: Casa de Retiro Vila Betânia – Rua da Gruta, 230 – Glória

Contato: Thais Silva – 51 9 9654 6615 (Vivo)/ 51 9 8313 6611 (Tim)

Organização: Instituto Ipê Roxo e Interative Produções Integrativa.


Deixe uma resposta